31 de October de 2020

Vendedor ambulante acusado de matar garçonete vai a júri popular

O júri popular dovendedor ambulante Auto Galdino e Lemos, de 54 anos, acontece no Fórum da Comarca de Santa Cruz Cabrália desde às 10h30 desta terça-feira (17). Ele é acusado de ter matado a garçonete Jaine de Souza Nascimento, de 17 anos. A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público.

O crime aconteceu em outubro de 2015. Na ocasião, a vítima teve a sua língua cortada e partes íntimas perfuradas. O corpo dela foi encontrado enrolado em uma lona em um matagal no bairro Mirante. Na ocasião, testemunhas viram a garçonete entrando na casa do acusado. O crime chocou a população da cidade.

Cerca de 15 dias após o homicídio, Auto Galdino se apresentou à polícia na companhia de um advogado. Ele negou as acusações. Um mandado de prisão já havia sido expedido contra ele. Desde então, o vendedor ambulante está preso.

A previsão é que o júri popular termine por volta das 20h. A juíza titular da Vara Criminal, Tarcísia de Oliveira Fonseca Elias, vai anunciar a decisão.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*